A questão do Chamado

Publicado: 17/02/2012 em Uncategorized

 

Qual é o seu chamado?

Essa questão é muito comum no meio cristão. Uns dizem “eu tenho um chamado para isso” outros dizem “eu tenho um chamado para aquilo”, mas será que nós sabemos o que realmente isso significa?

O chamado tem duas definições:

1ª Convidar as pessoas para que aceitem a salvação realizada por meio de Jesus Cristo;

2ª Convocação feita por Deus a certas pessoas para que se dediquem a trabalhos especiais no reino de Deus.

Em contrapartida, muitos de nós não refletimos sobre nosso chamado, nos confundimos facilmente quando questionados, respondendo: “meu chamado é o ministério de louvor”,” meu chamado é ser um grande pregador”, “ meu chamado é fazer missões”, etc. Estes trabalhos não são chamados e sim ferramentas para que o propósito de Deus seja cumprido. São os talentos que o Senhor distribui aos seus filhos de acordo com a Sua vontade e disposição de quem recebe. Em Isaías 49:5 está escrito “Quando eu não havia nascido o Senhor me escolheu para ser seu servo afim de que eu reunisse seu povo e o trouxesse de volta para Ele (…)”. O profeta reconheceu o seu chamado, chamado de servo, mas não especificou como se fosse a única tarefa que Deus o escolheu.

O chamado é uma decisão tomada por Deus desde a eternidade. Exteriormente, esse convite é comunicado às pessoas através do evangelho e interiormente pela ação do Espírito Santo, que cria a fé salvadora. Todos têm um chamado a partir do momento que recebem a promessa da salvação, o chamado de levar o Reino de Deus à humanidade, de compartilhar a boa mensagem, de participar da colheita. Quando o ser humano recebe o amor de Deus e entende o significado da cruz ele é tocado pelo Espírito Santo e convidado a levar o evangelho, não por obrigação, mas por amor ao próximo e temor ao Senhor. Em Romanos 1:5 o apóstolo Paulo escreve “Por meio de Cristo, Deus me deu a honra de ser apóstolo no serviço de Cristo para levar pessoas de todas as nações a crerem em Cristo e a serem obedientes a Ele”.

Portanto, o que podemos concluir é que independente dos talentos, das estratégias, das ferramentas que Deus nos deu, somos escolhidos para cumprir nosso chamado neste mundo e esse chamado é ÚNICO  para todos nós: Ide por todo mundo e pregai o Evangelho, seja ele cantado, falado ou dançado; Jesus disse também “A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Peço ao dono da plantação que mande mais trabalhadores para a colheita”. O que estamos esperando?

Imagem

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s